blog

Talento ou aprendizagem? • Escrever bem #1

Esta é uma ótima pergunta para iniciar a série de textos que vou publicar aqui sobre o tema “escrever”, que geralmente apavora muitas pessoas ao longo da vida. Afinal, como é possível vencer a barreira que tantas vezes nos impede de expressar em palavras escritas o que pensamos, sentimos ou desejamos? Ou, ainda, por que há momentos em que não somos capazes de redigir um texto simples, uma redação ou até mesmo um e-mail para o nosso chefe imediato? Creio que praticamente todas as pessoas já passaram por esse tipo de dificuldade e muitas delas acreditam que são realmente incapazes de escrever o que quer que seja… No entanto, isso não é verdade!

Existem falhas na educação formal oferecida pelas escolas? Sim, existem. Existem falhas na educação familiar, que nem sempre estimula o estudo ou a leitura? Sim, existem. No entanto, a meu ver, um dos maiores problemas com relação à dificuldade de escrever é existir, na outra ponta — a erudita —, uma certa “exigência” no sentido de que sempre é preciso produzir um texto perfeito e, se possível, bastante talentoso, seja qual for o seu destino ou objetivo.

De minha parte, penso que todos nós precisamos, com certeza, de aprendizagem, porém talento é necessário somente aos romancistas, contistas, cronistas, dramaturgos, roteiristas, novelistas e poetas, ou seja, aqueles que são capazes de, por meio de seus trabalhos,  fazer os leitores embarcarem em viagens inesquecíveis e dar voz às suas emoções mais intensas. Mais ou menos isso.

Quem não tem talento para a escrita literária (mas certamente tem dom e talento para muitas outras profissões) precisa, sim, de aprendizagem, precisa conhecer as regras gramaticais e ortográficas que regem a língua para que seja capaz de se comunicar bem por meio da palavra escrita. Nesse grupo incluo todas as pessoas, sem exceção. Afinal, todos nós precisamos saber usar a escrita em nossa vida cotidiana. O nosso desempenho profissional, no mínimo, muitas vezes depende disso. No entanto, não precisamos saber escrever poemas para os nossos chefes imediatos!

Assim, quando falo de talento (dom) para escrever, entendo que ele vai além das necessidades comuns da maioria das pessoas porque esse dom é um mistério, não sabemos de onde vem, assim como não sabemos de onde vem o talento para a medicina, por exemplo. Por um lado, no entanto, se os escritores são abençoados com o talento para escrever, por outro eles também precisam aprimorar o aprendizado formal para que possam se expressar em toda sua magnitude.

Quando falo tão somente de aprendizagem estou falando de algo que todas as pessoas, sem exceção, precisam e devem desenvolver.

Para exemplificar melhor o que entendo como diferença entre talento e aprendizagem, leiam abaixo o texto 1, que é um texto ficcional:


“Lembrou-se da ocasião em que pescara um casal de espadartes. O peixe macho deixa sempre que a fêmea se alimente primeiro, e de fato assim fora: a fêmea mordeu a isca e, sentindo-se presa, encheu-se de medo, lançando-se numa luta selvagem e desesperada que depressa cansou. Durante todo esse tempo o macho ficou ao lado dela, atravessando a linha e circundando-lhe em volta à tona da água.” (HEMINGWAY, E. O velho e o mar. 57. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.)


Agora, leiam o texto 2, que é um texto de não ficção.


“Empatia é o nome que se dá à habilidade que possuímos de compreender e vivenciar os sentimentos de outras pessoas. Essa é uma capacidade natural do ser humano, mas, como toda habilidade, para que seja útil, deve ser praticada constantemente e aprimorada.” (PINHEIRO, T.; ALT, L. Design Thinking Brasil. São Paulo: Campus-Elsevier, 2012.)


Quem precisa de talento? Os escritores.
Quem precisa de aprendizagem? Os escritores e todas as pessoas.

Se conseguirmos entender e aceitar essas diferenças, poderemos ser muito mais produtivos, menos exigentes com nós mesmos e também menos injustos! É sobre esse assunto que vou escrever aqui toda semana, porque é uma forma de compartilhar com vocês um pouco do meu dia a dia, sempre voltado para as palavras escritas.

Quero muito saber a sua opinião sobre esse assunto. Deixe abaixo o seu comentário!

4 thoughts on “Talento ou aprendizagem? • Escrever bem #1

  1. Parabéns pelo seu trabalho! O aprendizado e enriquecedor para a alma, ainda, para aqueles que não escrevem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.